Lucro x receita x caixa: saiba quais são as diferenças dentro da gestão financeira

Postado por equipe tryideas, 27-07-2022 - 11:39

Lucro x receita x caixa: saiba quais são as diferenças dentro da gestão financeira

No mundo das finanças, é muito comum ouvir as palavras “lucro”, “receita” e “caixa”. Porém, nem todo mundo entende esses conceitos, inclusive empreendedores e donos de negócio. Isso é bastante preocupante, dado que são números importantíssimos para qualquer empresa. Pensando nisso, preparamos um conteúdo completo sobre essas palavras. Aproveite para ficar por dentro!

1

O que é lucro?

O lucro é a palavra mais complexa de se explicar. O motivo disso é que existem vários tipos de lucro, os quais apresentaremos, resumidamente, em seções futuras.

Em linhas gerais, quando se fala em lucro, no dia a dia, devemos pensar em quanto dinheiro sobra em decorrência de uma operação. Portanto, é todo o dinheiro que entra menos todo o dinheiro que sai, incluindo impostos e demais taxas.

Em outras palavras, é a quantia que fica para a empresa, em um lugar chamado de “caixa”, outro termo que será apresentado neste conteúdo.

 

Quais tipos de lucro existem?

Ao todo, existem 5 tipos de lucros, mas aqui apresentaremos apenas os 2 mais importantes. São eles:

  • Lucro bruto: é quando subtraímos somente os gastos diretos de uma operação, ou seja, os custos atrelados a produção e serviço. Aqui não devemos contabilizar a mão de obra, por exemplo.

  • Lucro líquido: sem dúvida, é o mais importante de todos. Nessa ocasião, subtraímos todos os custos; o que sobrar é o lucro líquido.

O primeiro indica se a operação vale a pena para a empresa, enquanto o segundo diz quanto ela recebeu pela operação. No fim das contas, é sempre o que sobra.

 

Como calcular o lucro?

Para explicar o cálculo, vamos a um exemplo:

  • Uma loja vendeu 150 pares de sapatos a R$ 100 cada, faturando R$ 15 mil;

  • O lojista comprou os sapatos de uma fábrica, gastando R$ 40 por par, resultando em R$ 6 mil no total.

  • O lucro bruto desse lojista foi de 15 - 6 = R$ 9 mil nessa operação.

  • Supondo um gasto total de R$ 7 mil com impostos, mão de obra e aluguel, temos um lucro líquido de R$ 2 mil.

 

Qual a definição de receita?

A palavra “receita” é só um termo chique para “dinheiro que entra” na empresa.

Em geral, existem duas receitas: a líquida e a bruta. No entanto, a receita líquida é bastante complexa, por isso resolvemos não abordar neste conteúdo.

A receita bruta, por outro lado, leva em conta apenas a quantidade de dinheiro que entra na empresa, sem considerar descontos. Portanto, os termos receita bruta e faturamento se confundem, sendo sinônimos.

No dia a dia, é comum ouvir apenas “receita”, sem especificações. Nesses casos, trate os números como receita bruta.

 

Qual a melhor forma de saber a receita da empresa?

Para saber a receita de uma empresa, o primeiro passo é anotar todas as entradas de dinheiro dela. Em seguida, basta somar tudo para um dado período.

A melhor forma de se fazer isso é usar um software de gestão integrado com todos os setores do negócio.

 

Qual a importância da receita?

A receita bruta é uma métrica que indica o crescimento da empresa, mas que também causa confusão. O fato é que uma receita alta nem sempre resulta em um bom lucro líquido, por isso os gestores precisam tomar cuidado para não serem enganados pelos números.

 

Do que se trata o caixa do negócio?

O caixa da empresa diz respeito ao registro das entradas e saídas de dinheiro. 

Ou seja, é uma ferramenta de gestão financeira para mensurar a quantidade de recursos da empresa, com bastante exatidão.

Para funcionar, deve contar com registros diários, facilitando na hora de criar relatórios importantes.

 

Quais as diferenças entre controle e fluxo de caixa?

O termo controle de caixa refere-se ao ato de registrar as entradas e saídas da empresa. Portanto, é o ato de anotar os números diariamente, e nada mais que isso.

Já o fluxo de caixa remete à análise dos números, um olhar mais crítico e detalhado sobre os relatórios.

Embora pareçam sinônimos, na verdade têm distinções importantes. Quem faz o controle de caixa nem sempre analisa o fluxo.

 

Por que cuidar do fluxo de caixa é importante?

De longe, o fluxo de caixa é uma das métricas mais importantes para a tomada de decisão. Afinal, é através dele que o gestor tem projeções claras sobre quanto dinheiro a empresa precisa para manter suas atividades, além de calcular o impacto de projetos.

Fora isso, cuidar do caixa, de forma geral, traz os seguintes benefícios para o negócio:

 

Mais controle sobre a empresa

Neste contexto, controle sobre a empresa significa saber os pontos fortes e fracos do negócio, assim como sua situação financeira atual.

Através do fluxo de caixa, fica claro se as operações da empresa estão levando-a a um novo patamar ou se estão atrapalhando seu futuro. Com essa informação, fica fácil criar um plano de ação visando aumentar os ganhos ou mitigar as perdas.

 

Ajuda no planejamento financeiro

O planejamento financeiro nada mais é do que criar estratégias para alavancar o negócio.

Em geral, ele está relacionado a conquistar novos clientes, novos mercados ou simplesmente inovar na área de atuação da empresa.

O planejamento financeiro existe porque contar com a sorte, quando se é gestor, não é uma opção.

 

Informa a saúde do negócio

A informação mais sólida que se pode extrair do fluxo de caixa é sua saúde financeira. Aliás, ele permite estimar a robustez da empresa em cenários futuros, tendo em vista o histórico do negócio.

Existem mais dezenas de benefícios no fluxo de caixa, mas agora vamos entrar em outro assunto importante: como conseguir esses números.

 

Onde conseguir esses números?

A melhor forma de se conseguir acesso a relatórios financeiros completos é através de um software de gestão.

Nós da Tyrideas trabalhamos com um sistema de última geração, que fornece relatórios, emite notas fiscais, organiza as operações da empresa, emite boletos e muito mais.

Se você quer um sistema completo, rápido e inteligente, com certeza precisa conhecer nossas soluções!

Outras Publicações

Jeitinho brasileiro e o projeto Nota Fiscal Eletrônica
O empresário brasileiro ainda apresenta um comportamento típico: o hábito de deixar para a última hora....
Leia Mais
O que são KPI’s e por que elas são importantes para sua empresa
Quando lemos isso, dá a entender que é algo complexo, mas é mais simples do que você imagina....
Leia Mais
Empresas e vendedores podem utilizar aplicativos para ganhar agilidade nas negociações
Garantir a segurança nas informações, manter histórico de relacionamento com seus clientes e aumentar a ef...
Leia Mais
Organização do Tempo: Qualidade, Produtividade e Saúde
Hoje em dia, o que mais se vê são pessoas cheias de coisas para fazer, sem saber por onde começar....
Leia Mais
Você é uma parte do Problema ou uma parte da Solução?
O fato é que todos nós temos, cada um, a sua trajetória, porém mais cedo ou mais tarde vamos nos deparar ...
Leia Mais