6 negócios em alta para investir em 2021

Postado por Equipe Tryideas, 30-06-2021 - 03:00

6 negócios em alta para investir em 2021

Depois que a vacinação começa a mostrar seus primeiros resultados e após o mercado se adaptar aos poucos ao “novo normal”, as pessoas estão procurando se reinventar ainda mais em 2021. Isso porque empreender tem sido umas das alternativas encontradas para reverter a crise econômica enfrentada desde o ano de 2020, devido o surgimento da COVID-19.

Mais que inovar, esses novos empreendedores desenham o novo retrato financeiro do país, mostrando o que está em alta em tempos de crise.

Por isso, no artigo de hoje você vai conferir 6 negócios para investir em 2021. Com eles, além de sair do aperto, você pode dar um passo à frente na retomada econômica. Confira!


Negócios para investir

1. Loja virtual de informática 

Graças ao aumento do trabalho remoto e da necessidade de estudar em casa, muitos brasileiros precisaram adquirir recursos tecnológicos para se comunicar com seus professores e chefes.

Devido a isso, o percentual de vendas sobre o varejo online cresceu consideravelmente, o que representa uma boa ideia começar a investir nesse setor.

Aliás, é isso o que mostra a pesquisa da Synapcom, a qual mostrou que as compras onlines cresceram em todas as regiões do Brasil no início de 2021.

Entre os itens mais relevantes, estão a venda de notebooks e computadores, somado a peças e/ou acessórios eletrônicos.

2. Criação de games para smartphones

Outro mercado que aumentou bastante durante a pandemia foi o de jogos para smartphones, dado que os games para aplicativos celulares só tendem a bombar em 2021.

Somente em 2020, esse nicho teve um aumento de 140% comparado com 2019, segundo dados da Visa.

Logo, diante da procura por passatempos para se divertir, as pessoas estão em busca de opções mais práticas que os jogos em Console (microcomputador para jogos eletrônicos), por exemplo.

Dessa forma, se você é fera no desenvolvimentos de apps nesse segmento, pode juntar uma boa grana criando e publicando games nas lojas de aplicativos App Store e Google Play

3. Venda de produtos veganos/vegetarianos

De fato, uma boa fração da população brasileira tem aderindo a hábitos alimentares alternativos, como é o caso dos indivíduos que se declaram vegetarianos.

Em um estudo realizado em 2018, pelo instituto IBOPE, foi revelado que havia um total de 14% de pessoas vegetarianas no país.

Tendo em vista esses números, a Sociedade Vegetariana Brasileira estima que possam existir cerca de 7 milhões de veganos no solo brasileiro.

Desse modo, com a crescente onda de pessoas optando por hábitos de vida mais saudáveis e sustentáveis, com certeza apostar nesse campo é uma escolha certeira.

Afinal, a maior prova dessa nova realidade é o investimento de grandes marcas alimentícias em produtos deste segmento.

Nesse sentido, negócios como pequenos restaurantes veganos, vendas de cosméticos veganos e comercialização de produtos sem origem animal são algumas das dicas que vêm dando certo (e que não custam tentar).

4. Clube de assinantes

Se mundo afora a venda de produtos por recorrência já é algo natural, aqui no Brasil isso tem tudo para virar tendência em 2021.

Com os serviços de assinatura, os clientes firmam uma “parceria” com um determinado fornecedor e, todos os meses, recebem aquele bem.

Assim, o consumidor fica fidelizado, podendo adquirir inúmeros produtos, desde livros, itens de beleza, alimentos, bebidas, artigos para pets etc.

Os chamados clubes de assinatura garantem o fornecimento de produtos de forma contínua, tudo no conforto do lar.

Além disso, há uma grande variedade de nichos para empreender nesse mercado, o que amplia as chances de achar algo que ainda não foi aproveitado na sua região, aumentando assim, as chances de obter um bom faturamento.

5. Wearables (computação vestível)

Que a tecnologia está sempre nos surpreendendo, isso não é novidade, mas além de nos beneficiar com soluções práticas, comercializar gadgets vestíveis pode ser uma estratégia de peso frente aos concorrentes.

Os chamados Wearables, isto é , as peças que podem ser utilizadas como acessório corporal, são um segmento bem interessante para 2021.

O maior destaque vai para as fitbands e smartwatches — as pulseiras e relógios conectados e os fones de ouvido portáteis — , itens que segundo a IDC Brasil, continuarão em expansão no número de vendas.

Quem nunca viu aquele marcador de batimentos cardíacos, que registra também as calorias gastas durante o treino?

Pois bem. É justamente isso que esses aparelhos fazem. 

Aliás, diante da pandemia, a preocupação com a saúde também tem sido uma prioridade, o que torna a aquisição desses itens fundamentais para quem está buscando uma rotina mais equilibrada.

Sendo assim, vale a pena investir na venda desses aparelhos, já que eles só tendem a disparar nas vendas.

6. Produtos digitais

Outro setor que segue em alta em 2021 é o de infoprodutos, em especial a venda de cursos onlines e videoaulas.

Tanto é que algumas organizações do ramo digital asseguram que até 2030 todas as empresas do mundo vão oferecer algum tipo de infoproduto.

Então, se você é criativo e tem habilidade para ensinar algo na internet (pode ser um idioma, tocar um instrumento, desenhar), pense em como essa ideia pode ser passada para mais pessoas interessadas nesse conteúdo.

A partir daí, é hora de procurar o seu público e investir na divulgação do material, uma vez que as plataformas especializadas (como a Hotmart) cuidam da hospedagem e venda do conteúdo, que pode ser em vídeo, e-book etc.

Conclusão

Hoje você conferiu 6 negócios em alta para investir em 2021. São ideias para sair da crise, empreender e, quem sabe, dar início a uma empresa de destaque.

Afinal de contas, grande parte dos empresários de sucesso possui uma história de luta e perseverança, onde muitas vezes uma ideia para sair do aperto virou um empreendimento de referência no mercado.

De uma forma ou de outra, todos esperamos que nossos negócios se desenvolvam e geram um bom faturamento. Logo, mais que investir em uma ideia inovadora, é preciso utilizar de boas ferramentas para controlar os gastos, entradas, estoques e contas.

Dessa forma, contar um sistema de gestão empresarial é uma excelente aquisição quando o assunto é dispor de um software equipado para atender às principais demandas financeiras e administrativas dos pequenos e médios empreendedores.

Outras Publicações

O que são KPI’s e por que elas são importantes para sua empresa
Quando lemos isso, dá a entender que é algo complexo, mas é mais simples do que você imagina....
Leia Mais
A importância da pró-atividade na comunicação com os seus clientes
Uma característica primordial para a manutenção de uma carteira de clientes é sem dúvida, a manutenção ...
Leia Mais
A pressa nossa de cada dia
Será que temos a capacitação para gerenciar essa pressa de forma equilibrada de maneira a não provocar efe...
Leia Mais
Como continuar vendendo em tempos de pandemia
A internet e as mídias sociais podem ser a solução para você se reinventar no seu negócio, e mantê-lo gi...
Leia Mais
8 dicas de gestão financeira empresarial para um 2021 melhor
Apesar de a pandemia ainda estar em curso, não é momento de ficar parado, afinal ninguém quer perder o seu ...
Leia Mais