Diferenças entre sistemas de gestão ERP, MRP, BPM e CRM e como eles podem ajudar sua empresa

Postado por Equipe Tryideas, 02-07-2021 - 05:17

Diferenças entre sistemas de gestão ERP, MRP, BPM e CRM e como eles podem ajudar sua empresa

No geral, é bem capaz que você já tenha ouvido falar sobre os sistemas de gestão empresarial. Contudo, é provável que você não saiba quais os tipos mais comuns e de que forma eles podem ajudar a empresa. Na verdade, isso é algo que costuma acontecer. Inclusive, para escolher entre um software e outro, é preciso considerar qual a melhor solução para as necessidades do seu negócio.

Então, independente do setor ou área de atuação da instituição, um sistema de gestão integrada é útil como uma estratégia de redução de despesas e melhora do ambiente profissional.

Diante disso, hoje vamos abordar quatro tipos de sistemas de gestão e ainda vamos te ajudar a escolher um software para seu estabelecimento. Acompanhe!


Título da imagem (SEO): Sistemas de gestão

1. Sistema ERP

O Enterprise Resource Planning, ou simplesmente ERP, é um dos modelos de gestão mais conhecidos e usados pelas empresas. Seu maior objetivo é integrar todos os setores da companhia, gerando um melhor gerenciamento das tarefas.

Assim, como os dados ficam dispostos em uma única plataforma, as dificuldades e dúvidas são reduzidas, gerando efeitos positivos na tomada de decisões. Além disso, o ERP oferece uma forma de trabalho transparente, onde os gestores acompanham de perto o andamento das atividades. 

Entre os benefícios desse modelo estão a rapidez na comunicação da equipe, somado a interligação dos diferentes departamentos — como o setor contábil, de vendas e logístico — em prol do progresso da organização.

A otimização do setor de TI, segurança das informações, auxílio na retenção de clientes e ordenação da rotina administrativa são outras vantagens do sistema ERP.

2. Sistema MRP

A sigla MRP vem de Material Requirement Planning, que traduzido significa Planejamento das Necessidades de Materiais. O MRP consiste em uma tecnologia de gestão empresarial que busca planejar o número de insumos exigidos pela linha produtiva, a fim de cumprir uma meta específica da confecção de um item/mercadoria.

Portanto, depois de decidir a ordem de produção de determinados produtos, o sistema MRP estabelece quais as matérias-primas e utensílios necessários para prover uma cadeia de produção.

O MRP também é útil para apontar o período de tempo suficiente para que os materiais estejam disponíveis, com o objetivo de manter a produção em movimento.

Entre seus principais benefícios, estão a capacidade ágil de reagir a mudanças, a eficiência em manipular processos de trabalho complicados e a redução dos gastos, através da diminuição do estoque e do período de inatividade do setor produtivo.

3. Sistema BPM

O Business Process Management - BPM, ou Gerenciamento de Processos de Negócios é um tipo de sistema empresarial que utiliza uma série de ações integradas com o intuito de investigar e identificar pontos de melhorias para a empresa.

Dessa forma, para que esse objetivo seja alcançado, o BPM se concentra em conhecer minuciosamente todos os detalhes que comprometem o trabalho da organização.

Assim, a plataforma analisa o desempenho dos colaboradores, das equipes e de tudo que está envolvido na tomada de decisões. Logo, os resultados apresentados estão baseados em diagnósticos técnicos.

Em contrapartida, depois de ter os resultados, é preciso entendê-los e aplicá-los na prática. Para isso, a solução orienta os processos através de monitoramento aprofundado, ajudando o gestor a conhecer melhor seu empreendimento.

É interessante levar em conta também que o BPM ajuda o empresário a encontrar dificuldades de operação (gargalos), sem contar, é claro, de ajudar no direcionamento quanto aos recursos financeiros. 

4. Sistema CRM

O Customer Relationship Management - CRM é focado em metas objetivas, visando gerar impacto nos consumidores a partir de uma gestão eficaz baseada no relacionamento com o cliente.

Geralmente, ele é o software mais adotado pelas equipes de eventos, pelo fato de possuir variadas funções para oferecer ao cliente uma experiência agradável. Tanto é que esse sistema atua baseado na Jornada de Compra do usuário.

Em suma, esse tipo de tecnologia atua conforme as experiências do consumidor, quando ele está em uma etapa da jornada de compra. Aliás, o modelo de gestão pode ser usado também em outros setores além do departamento de vendas.

Suas principais vantagens são a diminuição da rotatividade, conhecimento dos pontos competitivos, suporte frequente, crescimento da fidelização etc.

Afinal, qual o sistema de gestão ideal para minha empresa?

De modo geral, o sistema de gestão ERP tende a ser o mais ideal para o uso em empresas, uma vez que esse software apresenta soluções que, na prática, não são encontradas em outras opções do mercado.

Contudo, é importante destacar que é natural que os gestores optem por usar mais de uma espécie de sistema, em especial quando querem um objetivo específico. 

Mas, voltando ao ERP, essa plataforma concentra módulos que juntam diversas funções de um setor, ao mesmo tempo que essas informações são enviadas para o sistema controlador, isto é, aquele em que os dados da empresa são todos integrados.

Desta maneira, os módulos que fazem parte de um ERP são:

  • Controle financeiro: realiza a gestão das contas da empresa e cuida do setor contábil de uma forma geral;

  • Organização das informações: por meio dos módulos, diferentes departamentos da organização são integrados, fornecendo a visualização de todas as atividades da companhia em uma mesma página, facilitando assim o planejamento de ações e tomada de decisão;

  • Plataforma personalizada: levando em conta que cada negócio tem suas necessidades, o ERP oferece diferentes módulos para cada empreendimento. Logo, as funções que a entidade precisa são personalizadas conforme a realidade da equipe de trabalho.

Conclusão

Agora que você já sabe quais os tipos de sistemas de gestão empresarial e como eles podem ser vantajosos para sua empresa, é fundamental escolher um fornecedor dessa tecnologia que ofereça uma plataforma que se adapte ao seu negócio.

O ideal aqui é contar com o auxílio de um software com soluções inovadoras, prontas para atender as demandas do seu estabelecimento.

Assim, se faz necessário que o ERP escolhido seja de uma instituição que possua experiência reconhecida no mercado, além de fornecer um suporte de qualidade e que disponha de funções personalizadas para o porte fiscal e financeiro de sua companhia.

Portanto, pesquise por um sistema acessível e que seja antenado às mudanças do setor. Dessa forma, você conseguirá alcançar os objetivos do seu negócio com mais facilidade e rapidez.

Outras Publicações

Você é uma parte do Problema ou uma parte da Solução?
O fato é que todos nós temos, cada um, a sua trajetória, porém mais cedo ou mais tarde vamos nos deparar ...
Leia Mais
A pressa nossa de cada dia
Será que temos a capacitação para gerenciar essa pressa de forma equilibrada de maneira a não provocar efe...
Leia Mais
A importância da pró-atividade na comunicação com os seus clientes
Uma característica primordial para a manutenção de uma carteira de clientes é sem dúvida, a manutenção ...
Leia Mais
Geração de boletos através de Cobrança Online: o que é, como funciona, e suas vantagens
A emissão de boletos é uma necessidade para praticamente toda empresa. É um dos meios de cobrança mais pop...
Leia Mais