7 erros comuns na gestão empresarial e como resolvê-los

Postado por Equipe Tryideas, 18-03-2022 - 08:53

7 erros comuns na gestão empresarial e como resolvê-los

Grandes empresas que mostram seu alto desempenho no mercado são uma boa referência de negócios que não cometem erros comuns de gestão empresarial. Contudo, isso não significa que essas organizações nunca erraram, obviamente, mas sim que aprenderam com suas falhas e fazem o máximo para não repeti-las. Esses problemas de percursos geralmente são causados por desconhecimento do setor, falta de experiência entre outros fatores.

De toda forma, acabam refletindo em problemas burocráticos tanto na parte financeira como no desempenho da equipe.

Por tudo isso, hoje vamos falar de 7 erros comuns que podem acontecer na gestão de uma empresa. Acompanhe quais são esses erros e como resolvê-los.


 Erros Gestão
 

1. Não separar as despesas particulares com as da empresa

Esse é um erro de gestão empresarial mais básico que existe, ainda que bastante prejudicial. 

Na grande maioria dos casos, é cometido por empreendedores que começaram seu negócio agora.

Se não resolvido, essa mistura entre as receitas pessoais com os rendimentos da empresa pode gerar uma bola de neve, a qual pode se transformar em dívidas e desorganização.

Logo, seja maduro: procure desde o começo separar o que é do estabelecimento e o que faz parte do seu aspecto pessoal.

2. Desleixo com os deveres fiscais

Independente do porte e tipo de empresa, toda instituição possui suas obrigações fiscais, tributárias e trabalhistas.

Sendo um MEI, uma microempresa ou uma empresa de pequeno porte, toda e qualquer organização tem que pagar seus impostos em dia, cumprir o que manda a legislação e enviar as documentações necessárias.

Ignorar essas regras pode trazer enormes prejuízos ao negócio, uma vez que as multas e penalidades costumam ser bem rigorosas.

Assim sendo, visando evitar erros na gestão empresarial como esse, cuide para não perder nenhuma atualização fiscal e tributária. 

Uma boa maneira de seguir o que manda a lei é contando com o apoio de um sistema ERP que disponha de atualizações constantes sobre o mercado fiscal e contábil.

 

3. Não fazer o controle das movimentações

Fazer o registro de todas as movimentações do seu negócio é essencial para o sucesso da sua marca. 

Afinal, manter o controle dos valores que entram e saem do seu caixa possibilita administrar melhor a situação financeira do empreendimento.

Aliás, é preciso fazer desse registro uma rotina, já que sem esse controle efetivo será impossível verificar se as finanças estão em situação regular ou não.

Enfim, quando falamos de planejamento, nada é mais importante do que manter o fluxo de caixa em dia e sob controle.

4. Não se planejar para fases financeiras difíceis

Um gestor que se preocupa com o desempenho saudável da sua empresa deve trabalhar com diferentes cenários, sejam eles positivos ou negativos. 

É vital se precaver de possíveis cenários difíceis em que o negócio venha a ter baixa lucratividade.

Dessa forma, dar para criar soluções e alternativas de enfrentamento antes que o problema de fato aconteça.

Isto é, a partir de perspectivas mais amplas, a chance de obter melhores resultados também aumenta.

Leia mais:  

6 dicas para fazer o seu planejamento tributário corretamente

A importância do controle financeiro na sua empresa

5. Não fazer demonstrativo de resultados

Imagine acertar um alvo com os olhos fechados. É assim que a instituição opera quando deixa de fazer o demonstrativo de resultados regularmente. 

Isso porque é relevante elaborar o DRE em certos períodos, visto que com esse documento contábil dá para visualizar se o estabelecimento vem dando lucro ou prejuízos.

Além disso, mais do que apenas expor resultados, o demonstrativo viabiliza um entendimento das razões pelas quais a instituição vem dando ou não certo. 

Com isso, o gestor pode se juntar com sua equipe para traçar um plano de ação mais objetivo e pontual, ideal para alcançar metas a curto e médio prazo.

6. Deixar o controle de estoque em segundo plano

Se sua empresa lida diariamente com mercadorias, com certeza você sabe da importância de organizar o local em que esses materiais serão guardados. 

Estamos falando do estoque, um ambiente que necessita de controle preciso para prevenir erros indesejados ao processo logístico.

Em outras palavras, se faz necessário uma análise detalhada da organização desse local, de modo que as mercadorias sejam facilmente encontradas e colocadas nas prateleiras. 

Ademais, esse controle é eficiente para evitar o desperdício e o excesso de peças no seu estoque.

Em suma, saber otimizar o estoque é assegurar que seu estabelecimento se mantenha competitivo no mercado, dispondo sempre dos produtos que a clientela deseja.

Saiba agora: O que é Inventário de Estoque

7. Precificar os produtos ou serviços de forma equivocada

Nem sempre os empresários sabem precificar os produtos ou serviços de forma adequada. 

Na verdade, muitos deles não têm conhecimento das variáveis que devem ser consideradas ao colocar o preço em um produto/serviço.

Devido a isso, a formação do preço pode não gerar o retorno financeiro esperado pela empresa, dado que os custos de produção se sobressaem sobre o valor dos bens produzidos.

Nesse sentido, vale a pena tomar como base alguns valores, dentre os quais se destacam o custo de aquisição e/ou produção, o armazenamento, o custo de transporte e os impostos de entrada/saída. 

Ou seja, é útil considerar tudo que envolve a preparação e venda de uma peça, pois isso vai determinar o seu valor de venda.

Como um sistema de gestão integrado evita erros comuns na gestão empresarial?             

Como prometemos, hoje abordamos 7 erros comuns na gestão empresarial. 

Além deles, também falamos de como resolver esses problemas que, embora pareçam comuns, podem prejudicar o sucesso do negócio no mercado.

Portanto, reflita quais desses erros podem estar sendo cometidos por você, gestor, ou por sua equipe de trabalho. 

Lembre-se que a saúde financeira da sua empresa exige um acompanhamento constante daquilo que é positivo ou negativo no contexto atual.

Sempre há novas técnicas, novas atualizações fiscais, funcionalidades diferentes… 

Enfim, é preciso contar com o auxílio da tecnologia nessas horas, por isso um sistema de gestão integrado é a solução perfeita para essa ocasião.

 

Continue no nosso blog e descubra a importância de um sistema ERP para sua empresa!

Outras Publicações

Jeitinho brasileiro e o projeto Nota Fiscal Eletrônica
O empresário brasileiro ainda apresenta um comportamento típico: o hábito de deixar para a última hora....
Leia Mais
A importância da pró-atividade na comunicação com os seus clientes
Uma característica primordial para a manutenção de uma carteira de clientes é sem dúvida, a manutenção ...
Leia Mais
A pressa nossa de cada dia
Será que temos a capacitação para gerenciar essa pressa de forma equilibrada de maneira a não provocar efe...
Leia Mais
Vantagens e desvantagens de ter um CNPJ como MEI
Ser microempreendedor individual pode ser o seu primeiro passo no universo dos negócios, mas esta categoria p...
Leia Mais
O que é plano de negócio e qual a sua importância?
Se você chegou a este conteúdo, é porque provavelmente também tem dúvida sobre o que é plano de negócio...
Leia Mais